O Site Oficial da Copa do Mundo de 2014

sexta-feira, maio 28, 2004

Fla-PT

Vamos parar com esse lenga-lenga entre Flamengo e a Petrobrás. Vamos, todos os Flamenguistas, pegar em foices e fazer bravatas. Decretamos moratória. Não reconhecemos o governo e acabamos de criar nosso próprio país, englobando Rio de Janeiro e o Espírito Santo: Reino Unido do Flamengo! E Zico é nosso Rei. Todos os bens dos vascaínos estão bloqueados! E serão deportados. E como a baía de campos nos pertence agora, criamos uma nova empresa, a Petrofla, que irá vender o barril do petróleo para o Brasil pela mixaria de 95 dólares. Meu nome é Enéas!!!!!!!

quinta-feira, maio 27, 2004

IMAGEM É TUDO, IGNORE O DNA

Se o basquete é um esporte muito técnico, por que o Shaquille O'Neal ganha sempre? Ou ainda: se a ginástica é um esporte completo, por que são todos anões? As questões pouco se relacionam, exceto que mencionam biotipo.

E se biotipo é tudo, o que dizer da liberação de transexuais nas Olimpíadas? É isto mesmo: marmanjo que fizer a operação poderá competir entre as mulheres. Do jeito que esse pessoal é louco, e se mata por uma medalha, não duvido que vejamos casos esdrúxulos por aí. Isso sem falar na China...

E um jornal fuleiro disse que Tim Montgomery é na verdade um dopado, acusação que também recai sobre sua esposa, Marion Jones. Se isso for verdade, o filho do casal não será um monstro nas pistas, apenas um monstro.

terça-feira, maio 25, 2004

O NASCIMENTO DA TRAGÉDIA NO ESPÍRITO DA MÚSICA & A MORTE DA LUZ

Não falarei do Corinthians por ser deselegante chutar cachorro morto, falemos da Placar, que lançará novamente um CD com atualizações dos hinos dos clubes.

Não serei jacu, dizendo que hinos tenham necessariamente de carregar consigo ares de tradição e blablablá, até porque a maior parte não é oficial... Quase todos os hinos têm, realmente, um ritmo anacrônico; o problema é que techno e rap também o são, e com a desvantagem de causarem mal-estar físico. Por que, em vez de atualizar, não tentar conferir um caráter mais atemporal?

Da última vez, só gostei da nova versão do hino do SPFC, mas não escutei os outros com atenção -- o do SPFC foi simples: apressaram o ritmo, tiraram a voz de além-túmulo, puseram um ô-ô idiota pra galera cantar, e pegou. Lembro-me, porém, de algumas das versões serem pavorosas; e dá pra atualizar o hino do Flamengo? Executá-lo sem gente apitando? É difícil...

Mas alguns hinos são tão ruins, como o do Cruzeiro, que qualquer coisa fica melhor. Pra ficar boa, todavia, compondo outro. Não era sobre nada disso, porém, que falaria, e sim a respeito de algo muito mais grave, talvez até inconstitucional...

Num sinal de profundo desrespeito, Gilberto Gil cantará o hino nacional antes de Brasil vs. Argentina. Milton Nascimento o ajudará a executar a tarefa. Resta-nos apenas o consolo de o ministro da cultura não ser o Gerald Thomas, não quero nem imaginar como os jogadores reagiriam às vaias.

Hmmm... e se em Mônaco o Brasil mais uma vez mostrou ser uma potência imergente, Kuerten pretende confirmá-lo em Paris 2012 no transcorrer da semana. Confiante em sua decrepitude, "Guga" já admitiu que será coadjuvante este ano. Seria bom que abrisse o olho, que só os 48 primeiros do ranking brincarão de Atenas, e tem bons 30 pontos por defender em seu torneio preferido.

sexta-feira, maio 21, 2004

DO RIDÍCULO (I CHOOSE NOT TO RUN!)

A Inglaterra levou duas décadas para participar de uma copa do mundo. Inventores do esporte, consideravam-se os indiscutíveis campeões do mundo. Até tomarem uma sova em casa; aí entraram no jogo, e desde então só conseguiram ganhar uma, e roubando.

Na Europa hodierna, a situação não mudou muito. Ignoram a taça intercontinental, e declaram o vencedor da liga dos campeões o melhor do mundo. É patético.

Na verdade, toda a briga com a FIFA, para impedir o mundial interclubes, nada tem a ver com a data, mas em pôr a importância de sua liga à mostra, ter de realmente ganhar no campo o título. Se for pra ganhar no papel, dêem logo o título pro Real Madrid.

quinta-feira, maio 20, 2004

Ei moço, podemos jogar por aí?

Diz a lenda...

O ano era 490 a.C., os gregos haviam vencido os persas na batalha de Maratona e coube a Pheidippides a tarefa de levar a boa notícia até a cidade de Atenas.

Ele correu aproximadamente 35 km da planície da Maratona até Atenas e ao chegar só teve fôlego de anunciar "vencemos" e caiu morto!

Na verdade não existe prova desta lenda, mas a história era boa e inspirou a competição que foi realizada pela primeira vez na Olimpíada de 1896 em Atenas.

Mas a história real é...

Na verdade Pheidippides foi encarregado de uma tarefa mais árdua e importante. Quando os Persas estavam chegando na Grécia para destruir Atenas, coube a Pheidippides ir até Esparta, a 240 km de distância, pedir reforços. Correndo!
Como caminho era irregular para os cavalos (não tinha éguinha pocotó na época), somente um mensageiro corredor poderia cobrir a distância em tempo.

E então Pheidippides correu em dois dias os 240 km por terreno irregular, só para chegar em Esparta e receber um não como resposta. Os espartanos estavam comemorando o festival de Artemis e se recusaram a ajudar. E lá veio Pheidippides de volta a Atenas com a má notícia, correndo.

Moral da história:

Ainda bem que inventaram o celular. Assim, posso evitar a fadiga.

Dicas de Pai Hosken para ganhar ouro nas olimpíadas e umas mulherzinhas....
“Menino do recado é a p.....”
Pai Hosken é ouro no decatlon do Atari.

terça-feira, maio 18, 2004

Quem vive no Rio é peixe. Certo, peixe?!

Decepção para os atletas brazucas: a cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro foi eliminada da disputa pela sede dos Jogos Olímpicos - a despeito de sediar, daqui a três anos, um Panamericano. Panamericano é aquele tipo de referência que não presta para nada; coisa do tipo, "ah, eu sou melhor zagueiro que Lúcio e Roque Júnior", tudo bem. Não é nada, não é nada - não é nada mesmo.
Agora, todo mundo no coro comigo: Nãããããããão!
O Rio, eliminado da disputa para sediar as Olimpíadas de 2012?! Por questões de segurança?!? "Calhúnia"!!!
Numa cidade que tem um prefeito que pensa ser Napoleão e encontra-se num Estado cuja governadora consegue ser mais caricata que sua homônima das histórias em quadrinhos, alguém ainda achava que realmente havia alguma chance? Acorda, Maria Bonita, levanta e vai fazer o café. Quando muito a gente recepciona um amistoso entre a máfia e a yakuza. PCC e CV na "de fora".
Mas o carioca não deve abaixar a cabeça, não - a não ser na hora em que rolar pipoco. Quebra-pau por quebra-pau, em "Nuiórque" caíram dois prédios grandes pra dedéu e em Madri neguinho detonou uma estação de trem. Na Avenida Rio Branco e nas linhas da Supervia isso não acontece! Além disso, Paris fede pra cacete (mas tem dinheiro pra comprar perfume) e Londres tá cheio de boiola. Ou ingleses, sei lá.
O negócio é rolar a bola pra frente. Enquanto isso, vamos apreciando as intermináveis competições de tiro - esporte cada vez mais popular no entorno da baía de Guanabara. Pensando bem, foi uma boa terem posto o Rio pra fora da disputa: na prova de fossa olímpica, era capaz de neguinho desovar uns presuntos ali.
Ia pegar mal pacas.

segunda-feira, maio 17, 2004

De onde menos se espera é que vem a bomba

Olá, maracanenses de plantão. Voltei igual a Tiradentes, com a corda toda - no pescoço.
Não é que o sonho de Mercedes Sosa, uma Latino-América unida, parece tomar corpo? Ao menos na F-1, onde o colombiano Montoya disparou contra o poderoso Schumacão e acabou elogiando (por tabela) nosso mais proeminente piloto: disse que o veloz tedesco teme ser superado por Barrichello, o nosso Barrica, e precisa de ajuda da equipe de Maranello para contê-lo e, conseqüentemente, ser campeão.
"Não preciso de um Rubens", afirmou Juan Pablo.
Nem a gente, JP. Mas, já que tá aí...

Enquanto isso, no Brasileirão, a já tradicional "crise rubro-negra" se instaura finalmente. A idéia de levar os jogos para Volta Redonda realmente parecia boa; boa demais pra ser verdade. Pergunto-me o que existe de diferença da torcida local para a que freqüenta o Maracanã (não este - o outro, o Mário Filho). Pergunto-me e faço o favor de dar a resposta: o segredo está nos vendedores de mate.
Além do mais, apesar do mando de campo do Mengão ser levado a cabo na siderúrgica cidade do oeste fluminense, ainda tem torcedor do "Framengo" combinando de se encontrar na frente da estátua do Bellini.
Aí complica, rapaziada...

domingo, maio 16, 2004

Dicas da Cocheira, Sem Sujeira

Continuo perplexo por não haver corridas de cavalo nos jogos olímpicos, a nobreza preferindo pulinhos e equitação. Sem comentários a índole sexual desta gentalha, falemos de Jóquei Ricardo.

Há anos menciono seu estigma de segundo melhor, que quando finalmente batesse o recorde atual de vitórias, alguém já o teria superado, ou estaria ultrapassando para sempre. Pois bem, ele conseguiu superar o Pat Day, mas Russell Baze está na cola:

9530 - Laffit Pincay Jr. (apos.)
8833 - William Shoemaker (apos.)
8716 - J. Ricardo (42 anos)
8621 - Pat Day (50 anos)
8577 - Russell Baze (45 anos)

Na verdade, não só está na cola, como atropela na reta de chegada. Nos últimos nove meses, J. Ricardo conseguiu 220 vitórias, contra 288 de Baze. É claro que Russell corre contra absolutamente ninguém, mas os adversários de J. Ricardo não são nenhuma maravilha, e ele mesmo só venceu dois GPs Brasil.

sábado, maio 15, 2004

QUARENTA SÉCULOS NÃO NOS CONTEMPLAM

Quem é Michael Schumacher perto do Speed Racer? He's a demon and he's gonna be chasin' after someone. Não fosse o novo sistema de pontuação, já estaria 28 pts à frente do segundo. Apostei quatro Ice Sminnorfs no Ruinzinho, mas só para ter uma razão pra acompanhar o mundial até o fim.

O grande momento do futebol esta semana, além das séries intermináveis de pênaltis, foi a ida do Caixa D'Água, à justiça. Conquanto considere absurdo e deselegante processarem uma pessoa tão sincera e ecológica*, a cena em que sai às pressas da delegacia, estabacando-se escada abaixo, pareceu-me de grande lirismo, e não pude impedir uma lágrima de escorrer por meu semblante, em memória à Lady Dead.

(*) a tese de que seja o responsável pela degradação do futebol carioca é das mais cretinas que existe; pela mesma lógica, o ricardão é responsável pelo penta.

Mas se a semana foi divertida, os dias que se aproximam parecem ainda mais. Terça-feira haverá a primeira eliminatória concernente à sede para as Olimpíadas de 2012, e hoje se dará o conclave para a Copa de 2010 -- com base naquele sistema de quotas que a FIFA roubou ao governo brasileiro...

Vários países de primeira linha concorrem à copa: Marrocos (monarquia tosca), Egito (ditadura presidencialista), Líbia (ditadura verde) e África do Sul (mandelocracia). Qualquer que seja a escolha, portanto, errada será, mas só nos resta voltar os olhares para a capela sistina e esperar a fumaça branca. Seres vis, apenas vis criaturas engendram.

quinta-feira, maio 13, 2004

Rio 2000 e nunca

Que uma campanha contra cidades como Nova Iorque, Londres, Madri, Paris e Istambul já seria difícil todos sabem. Que as chances já seriam naturalmente pequenas, pois quem manda é o poder econômico, todos já sabiam. Para quem dúvida do valor do dinheiro na decisão da sede é só lembrar a derrota de Atenas no centenário dos jogos olímpicos modernos para a capital da Coca-cola, ou seja, Atlanta.

Como se todas as notícias negativas sobre a violência no Rio não fossem suficientes para estragar qualquer tentativa, temos um animal do Agnelo Queiroz como ministro dos Esportes. Que a maioria dos jurados do COI é européia e preferem as olimpíadas na Europa e querem que o Brasil se f... é certo. E a besta, quando toda a imprensa internacional está de olho na intervenção do exército nas ruas da cidade, manda a pérola:

“O Brasil não invade países como EUA e Inglaterra”

Dois erros: eles têm mais medo de traficantes do que terroristas. E o COI não aprova ataques a outras candidaturas. Independente de ser certa ou errada. Só é permitido enaltecer a nossa própria candidatura. Portanto, calem a boca e façam algo a favor do Rio (como investimentos) e não atrapalhem.


Rio 2012: quem sabe?

quarta-feira, maio 12, 2004

Macacos me mordam

"Pernas pra que te quero" - O São Caetano joga no Azteca, passa para as quartas de final, dá uma provocada na torcida (isso os jornais não dizem) e leva uns sopapos para ficar esperto.

"A volta dos que não foram" - Beto e Alex Alves devem jogar contra o Paysandu na rodada do fim de semana. Esperar pra ver.

"Panela velha é que faz comida boa" - pelo menos é o que Frank Willians deve pensar. Coulthard e Villeneuve são favoritos para a vaga do Montoya ano que vem na F1.

"Elas estão descontroladas..." - Maradona teve que ser amarrado a cama e sedado para não fugir da clínica psiquiátrica.

"Pior cego é aquele que não quer ver" - Almir, do Botafogo, vê seu time evoluindo (como os pokémon's)

e a melhor...

"Quem fez isso?!?" - Gianna Angelopoulos-Daskalaki, presidente do comitê grego, diz que o telhado de vidro (tem atentado melhor que esse!?!) do estádio olímpico estará pronto a tempo....

domingo, maio 09, 2004

Helena

Não, não me refiro a Machado de Assis. Faltando menos de 100 dias para início das Olimpíadas e com quase todas as obras atrasadas, a Grécia agora se vê enrolada com um atentado a bomba. A Austrália já ameaça a levar agentes para proteção da sua delegação. Tony Blair não vê motivo para adiar os jogos (Alguém cogitou adiar!?!?!).

A solução para mim é simples: basta a Grécia reunir seus guerreiros de Esparta e enviar um cavalo de presente para Bagdá. A única dúvida é quem seria a Helena para justificar a guerra. Pelo menos essa desculpa é menos absurda do que armas de destruição.

O alemão levou mais uma. Rubinho desta vez, com menos “tráfego”, chegou em segundo. Mclaren virou uma minardi. Não ganha nem mais da Toyota.

O Brasil está esperançoso com Thiago Pereira, que bateu o recorde dos 400 medley no último troféu Brasil. Pessoal não aprende mesmo.... Uma final olímpica já será uma vitória para o garoto, que tem apenas 18 anos e terá muitas outras olimpíadas pela frente.

E só para encher o saco, veja a lista do revezamento da tocha olímpica no Rio. A lista foi retirado do lancenet (mantendo a descrição do site).

Escolhidos pela Prefeitura e COB
Agberto Guimarães – Atleta olímpico de atletismo
Aída dos Santos – Atleta olímpica de atletismo
Alexandre Ramos Samuel (Tande) – Atleta olímpico de vôlei
Alexandre Welter – Atleta olímpico de vela
Amaury Pasos – Atleta olímpico de basquete
Ana Moser – Atleta olímpica de vôlei
Anderson Lopes Santos – Atleta paraolímpico de atletismo
André Domingos da Silva – Atleta olímpico de atletismo
André Gustavo Richer – Atleta olímpico de remo
Antonio Carlos Gouveia (Carlão) – Atleta olímpico de vôlei
Aurélio Miguel – Atleta olímpico de judô
Bernard Rajzman – Atleta olímpico de vôlei
Carlos Arthur Nuzman – Atleta olímpico de vôlei
Eder Jofre – Atleta olímpico de boxe
Edson Arantes do Nascimento (Pelé) – Atleta do Século
Eduardo Penido – Atleta olímpico da vela
Fernando Scherer – Atleta olímpico da natação
Gustavo Kuerten – Atleta olímpico de tênis
Hugo Hoyama – Atleta olímpico de tênis de mesa
Jacqueline Silva – Atleta olímpica de vôlei e vôlei de praia
Janeth Arcain – Atleta olímpica de basquete
Joaquim Cruz – Atleta olímpico de atletismo
José Roberto Guimarães – Atleta olímpico de vôlei e técnico campeão olímpico
Lars Bjorkstrom – Atleta olímpico de vela
Lars Grael – Atleta olímpico de vela
Marcelo Ferreira – Atleta olímpico da vela
Marcelo Negrão – Atleta olímpico de vôlei
Marcos Soares – Atleta olímpico da vela
Marcus Vinícius Freire – Atleta olímpico de vôlei
Maria Paula Gonçalves da Silva (Magic Paula) – Atleta olímpica de basquete
Maurício Camargo Lima – Atleta olímpico de vôlei
Nelson Prudêncio – Atleta olímpico de atletismo
Nilton Santos – Atleta de futebol bicampeão mundial
Paulo André Jukoski da Silva (Paulão) – Atleta olímpico de vôlei
Ricardo Prado – Atleta olímpico de natação
Robert Scheidt – Atleta olímpico da vela
Rodrigo Pessoa – Atleta olímpico do hipismo
Romário de Souza Faria – Atleta olímpico de futebol
Ronaldo Nazário de Lima – Atleta olímpico de futebol
Rogério Sampaio – Atleta olímpico do judô
Sandra Pires – Atleta olímpica do vôlei de praia
Torben Grael – Atleta olímpico da vela
Wlamir Marques – Atleta olímpico de basquete
Eraldo Luiz da Silva Soares – guarda municipal
Ítalo Gonçalves Júnior – professor da rede municipal de ensino
Paulo Coelho – escritor
Renato Lourenço – gari da Comlurb
Toni Ramos - Ator
Nelson Roberto dos Santos Gonçalves – Primeiro Sargento Bombeiro
Escolhidos da Coca-Cola
Adelson Ferreira Lima - funcionário da loja Wal-Mart
Ademar Castro Damasceno – funcionário do Grupo Severiano Ribeiro
Adriana Pimenta Oliveira - funcionária do McDonald's, ganhou um concurso nacional de redação
Alexandre Rodrigues - ator do filme Cidade de Deus
Antonio Viveiros - Gerente de planejamento da Coca-Cola
Bob Burnquist - skatista
Carlos Honorato - judoca
Carlos Marín Prieto - executivo do cinema UCI
Cristiane Santos Silva - funcionária do Carrefour
Cristiano Cláudio Torres - membro-fundador do Movimento de Reintegração de Pessoas Atingidas pela Hanseníase
Daiane dos Santos - ginasta
Daniel de Souza - filho do sociólogo Herbert de Souza, o Betinho
Daniele Hypólito - ginasta
Edinanci Silva - judoca
Jaílson de Souza e Silva - Um dos fundadores do Centro de Estudos e Ações Solidárias da Maré
José Costa Soares - superintendente do supermercado Zona Sul no Rio
José Júnior - coordenador do Grupo Cultural Afro Reggae
Gilmar Carneiro dos Santos - presidente do Projeto Travessia
Gilson Gomes - vencedor de um concurso nacional de redação entre os funcionários do McDonald's
Hercules Teixeira - funcionário da Coca-Cola
Maurício de Andrade - Economista e coordenador geral da Ação da Cidadania contra a Fome, a Miséria e pela Vida
Marcelo Yuka - fundador, baterista e principal compositor da banda O Rappa
Marcio Milan - maratonista, ultramaratonista e triatleta
Marcos Villela Farias - representante de vendas da Andina, o fabricante de Coca-Cola no Rio
Milu Villela - Foi presidente do Ano Internacional do Voluntariado
Ocivaldo Silva Santos - Conhecido como Codó, é representante da comunidade indígena de Parintins, na Amazônia
Paulo André Wenceslau - gerente da Coca-Cola
Renato Aragão - humorista que interpreta o Didi Mocó
Robson Caetano - ex-corredor
Rodrigo Baggio - fundador e diretor executivo do Comitê para Democratização da Informática
Rosa Célia - idealizadora e diretora médica do Pró Criança Cardíaca
Rubem César Fernandes - diretor do Viva Rio
Sandra Soldan - triatleta
Thiago Albino Santos - participante do Programa Coca-Cola de Valorização do Jovem
Toni Garrido - vocalista do Cidade Negra
Virgílio de Castilho - triatleta
Valter Oliveira Cypriano - representante de vendas da Andina, o fabricante de Coca-Cola no Rio de Janeiro
Walter David Villalba - escolhido pela Coca-Cola para representar a Argentina.
Xuxa - apresentadora
Zagallo
Zico
Zilda Arns - Médica fundadora da Pastoral da Criança
Escolhidos pela Samsung
Gustavo Borges - nadador
Giovane - vôlei
Popó - boxeador
Oscar - basquete
Hortência - basquete
Tatiana Rolin - psicóloga da AACD - Associação de Assistência à Criança Deficiente
Márcio Silva Santos: estudante da Fundação Gol de Letra
Maria Inês Telles - alfabetizadora voluntária
Maria Angélica Sampaio - ex-ginasta
Daniela Cicarelli - modelo e apresentadora
Carlos Henrique Moreira - presidente da Claro
Mário César Araújo - presidente da TIM
Arcádio Martinez - diretor da Vivo
Luiz Eduardo Falco - presidente da Oi
Cláudio Santos - diretor do SBT
Angelo Sá Júnior - diretor da Editora Globo
Frederico Muller Jr - diretor da Globosat
Graciano Neto - empresário
Claudio Fetter - empresário

Dicas de Pai Hosken para ganhar ouro nas olimpíadas e umas mulherzinhas....
“Jogos? Que jogos? Eu vim para a suruba da vila olímpica.”
Pai Hosken comeu Afrodite, Vênus e Edinanci

quinta-feira, maio 06, 2004

I AM THE EGGMAN. THEY ARE THE EGGMEN. I AM THE WALRUS

Com a perda de seis pontos pelo Coritiba, enceta-se a tradicional palhaçada de que o brasileirão é pleno.

Eu até acho que o time paranaense deva perder seis pontos, mas não por baderna burocrática, e sim por ter vergonha de pôr a letra u em seu nome, como a cidade. De qualquer modo, ninguém no estado se preocupa, pois, se o Coritiba for rebaixado, basta apelar pro velho hábito de se fundir a algum outro clube da região...

E os técnicos continuam sendo os primeiros a abandonarem o navio; hoje foi Leão, dito rei dos animais. Isso demonstra um alto grau de profissionalismo e preparo, tanto da parte destes, quando dos dirigentes. No meu bolão, marquei como 29 o número de demissões até o fim do campeonato. O otimisto é o pior dos males...

Otimismo e esperança é o que vemos nos olhos cintilantes de nossos atletas olímpicos. Desde um experiente Hugo Hoyama à nadadora Rebeca -- cujo nome tantas rimas terríveis engendra --, que esta semana bateu o recorde brasileiro nos 50m livres.

O oitavo tempo do ano, dizem. Devo ficar impressionado? Ou será que as demais atletas simplesmente ainda não se deram ao trabalho? O recorde estabelecido pela nova esperança brasileira está mais de um segundo acima do recorde mundial. Nos 50 metros! Natação não é nossa praia...

E o bom Maradona à cama torna, após um final de semana regado a churrasco e cachaça, em que saía de toalha sob o sereno, apesar da pneumonia de dias antes. Maradona está certo; com os dias contados, tem mais de se divertir.

É como a história do otimista: caindo do nono andar, quando passa pelo oitavo diz: "até aqui tudo bem"; e já quase chegando ao primeiro, não se deixa abalar: "se até aqui não aconteceu nada, não vai ser nesse tantinho que falta que eu vou me dar mal".

Vão torrar seu saco agora? Neste estado? E com tanta papelada no escritório pra ajeitar? Agora não adianta, companheiro; é tarde, não tente livrar sua consciência estragando os últimos dias de um homem. Que morra em paz, fazendo o que sempre gostou. Goo goo g'joob g'goo goo g'joob.